Cozinha dos Sonhos – Parte 4 – O Resultado: O antes e o depois.

Foi cansativo? Foi! 

Deu trabalho? Um pouco… mas nem tanto quanto imaginávamos. 

Sujou? Só um pouquinho

Gastaram muito? Não. Tudo foi calculado direitinho para nenhuma conta extrapolar. 

Ficou do jeito que vocês queriam? SIIIIM! <3 

E ficou lindo?…. 

Hummm…. Deixa eu mostrar pra vocês.

Vamos começar pelo ANTES e DEPOIS:

Segurem-se,  a mudança foi grande. 😀

A entrada da cozinha. Por coincidência, Dona Lindinha resolveu sair na foto ANTES e DEPOIS.
A entrada da cozinha. Por coincidência, Dona Lindinha resolveu sair na foto ANTES e DEPOIS.

A entrada da cozinha. Por coincidência, Dona Lindinha resolveu sair na foto ANTES e DEPOIS. 🙂

A nossa bancada com backsplash novinho e armários superior semi-aberto.
A nossa bancada com backsplash novinho e armários superior semi-aberto.

Nossa bancada com backsplash de azulejinhos de metrô <3 , armário superior com portas de correr e semi-aberto e armário da bancada adaptado. Além disso, a viga se tornou uma parede-lousa.

Tudo mudou.
Tudo mudou.

Acreditem se quiser: É a mesa cozinha, o mesmo balcão. O buffet foi todo reformado e pintado por mim.

A vista da lavanderia.
A vista da lavanderia.

Essa cozinha finalmente ganhou alma. Nada que um pouco de cor não resolva.

O que acharam?

Contem para gente. A gente quer saber a opinião de vocês.

Veja mais detalhes da cozinha clicando nas fotos e abrindo a galeria:

Acompanhe toda a história da cozinha AQUI:

Parte 1 – A cozinha de antes. 

Parte 2 – O projeto e o conceito. 

Parte 3 – A reforma. 

Aqui é o cantinho do amor e a gente agradece SIM:

Muito obrigada a Eládio Ferreira Fotografia que não só me ajudou na obra, como também registrou o antes e o depois.

Obrigada, Lucas, por ter sujado as mãos com a gente 🙂

Obrigada, vocês… que lêem e assinam a nossa newsletter e que conseguiram esperar todo esse tempo parra conhecer a cozinha. <3

Obrigada, Erika Karpuk, por ter permitido compartilhar suas receitinhas de parede bonita com a gente <3

<3
<3

Todo o conteúdo do blog é feito com muito amor e carinho. <3

Visamos sempre levar conteúdo confiável e autoral.

Compartilhe com amor. Dê créditos para quem produz. <3

Cozinha dos Sonhos – Parte 3 – A reforma.

Hoje é dia de falar sobre o processo de reforma e as soluções que encontramos para manter o nosso orçamento equilibrado e as medidas que tomamos para fazer a obra sem incomodar os vizinhos e aproveitar tudo o que tínhamos disponível.

Lá vão algumas das soluções que encontramos:

As paredes:

As paredes eram completamente cobertas com azulejos e estavam desnivelados e pintados com tinta epóxi. Não queríamos quebradeira porém os azulejos estavam firmes e fortes e ainda muito bem conservados.

O que fizemos?

Não queríamos de jeito nenhum quebradeira, barulho e entulho dentro de casa. Sempre ouvi dizer que tinta epóxi é ótimo para os azulejos – E REALMENTE É – porém, os nossos não estamos bem nivelados e já tinha pintura epóxi neles.

Um dia, pesquisando soluções de como cobrir azulejos, conheci a Erika Karpuk, uma designer MA-RA-VI-LHO-SA que trabalha com conceito de #ObraLimpaNaDecoração e tem um canal no YouTube chamado EKTUBE .

Sabe quando tu encontras a luz no fim do túnel? Foi assim que a Erika entrou na minha vida e junto com ela, a afirmação de que SIM, podemos fazer uma obra limpa e econômica e com resultados maravilhosos.

Se vocês tiverem disposição e um pouco de habilidade, podem fazer sozinhos, assim como ela ensina e assim como nós três fizemos – Obrigada Eládio e Lucas pela ajuda 😀

Erika Karpuk ensina: Como cobrir azulejo com efeito pintura ou cimento queimado

O trabalho é muito fácil. Só recomendo muito braço para lixar e máscara para não aspirar muito pó.

A gente resolveu pintar a parede com tinta acrílica na cor turquesa. E ficou maravilhoso o resultado.

Aproveitamos, também, que a lavanderia é anexada à cozinha e revestimos o azulejo dela. E a cor escolhida foi coral para conversar com a cozinha.

Iluminação: 

Tínhamos só um ponto de luz. Resolvemos criar uma luminária suspensa com três pontos de luz e colocar lâmpadas de led..

Buffet:

O buffet de MDF era revestido com revestimento melamínico branco. Resolvi reformar sozinha. Tirei o revestimento velho, lixei, apliquei massa para madeira para suavizar as falhas e lixei bastante novamente até uniformizar a superfície. Apliquei duas demãos de tinta esmalte acetinada para madeira e finalizei com verniz brilhante. Dei mais umas lixadas nos cantos  para ganhar um  ar mais envelhecido.

Parede da pia: 

Na parede da pia acima da bancada e em toda a região do fogão, escolhi um revestimento cerâmico do estilo subway tiles  – que é aquele famoso retangular conhecido como “azulejo de estação de metrô – branco. Para o acabamento, escolhemos rejunte epóxi na cor preta para dar um contraste com a cerâmica e deixar bem impermeável.

Para aplicar esse rejunte, você deve seguir à risca todo procedimento do fabricante. Esse rejunte é bastante resistente para aplicar, precisa de trabalho rápido e definitivo, caso contrário, o revestimento pode ficar manchado. Porém esse rejunte tem um acabamento lisinho lindo e deixa bem impermeável.

Armários superior e reforma do bancada:

A estrutura da nossa bancada é de alvenaria. Nada poderia ser mexido. Adaptamos um dos lados com duas gavetas deslizantes – pois o balcão é bem profundo – e trocamos as portas.

Para a bancada da pia, escolhemos o metacrilato vermelho brilhante.

Ainda para manter o conceito de cozinha aberta, o armário superior foi feito com estrutura de MDF com acabamento no corpo na cor branca e somente duas portas em metacrilato turquesa. Assim o armário fica semi-aberto e as portas deslizam pros dois lados, permitindo que fique parte exposto e parte aberto.

No caso dos armários, fiz o projeto e levei para uma loja de móveis planejados, que executou a produção dele. Aproveitamos a estrutura de alvenaria sem quebradeiras e o granito.

Eis o projeto do armário que desenhei e levei para a loja de planejados confeccionar. Aqui, a vista do interior do armário
Eis o projeto do armário que desenhei e levei para a loja de planejados confeccionar. Aqui, a vista do interior do armário
Eis o projeto do armário que desenhei e levei para a loja de planejados confeccionar.
Eis o projeto do armário que desenhei e levei para a loja de planejados confeccionar.

E qual foi a parte sustentável desse projeto de armários?

O outro armário superior estava em perfeito estado, anunciamos a venda na internet e vendemos por um valor razoável para que tivesse saída rápida e que pudéssemos incorporar o valor no orçamento da obra.

Vista dos armários
Olha como o armário estava em boas condições! Pena que eu não alcançava nada. O novo dono que é bem alto ficou bem feliz 😀

Resultado: A pessoa que comprou ficou muito feliz com as condições que estavam o armário e com o valor, porque ela tava precisando muito e não tinha condições de comprar um zero na loja e nem de gastar muito. Além disso, nós não ficamos com um armário estragando jogado no canto e nem produzimos resíduos de obra.

Ficamos felizes.

Armário de ferro e pés do balcão-buffet:

A ideia de ter um armário de ferro multiuso foi uma das primeiras para a cozinha. Pesquisei muito sobre e nada do que encontrei me deixou satisfeita – Tanto valor como desenho-.

Em Recife, existem ferreiros maravilhosos e tivemos a recomendação de um profissional muito bom. Não hesitei. Juntei algumas referências, fotos e rabiscos e levamos pra ele executar.

Resultado: Que trabalho maravilhoso. Fizemos um armário com as medidas que queríamos e com os detalhes que pensei. Encomendei ainda, 6 bases de ferro em arabescos para instalar no buffet.

E assim: FICOU DO JEITO QUE EU SONHAVA <3

A base de ferro que desenhei já executada pelo ferreiro.
A base de ferro que desenhei já executada pelo ferreiro.
A base de ferro que desenhei já executada pelo ferreiro.
A base de ferro que desenhei já executada pelo ferreiro.
Rabiscos do armário de ferro.
Rabiscos do armário de ferro.

Espaço dos temperos e utensílios: 

Nesse espaço queríamos deixar os utensílios de cozinha e os temperos à vista. Para isso usamos algumas prateleiras aramadas  – essas de home center mesmo – suspensas em alguns trilhos e ganchos.

E aqui vai uma amostra de como a nossa cozinha estava ganhando cor e alma:

A cozinha ganhando cor.
A cozinha ganhando cor.

E então, o que acharam?

Comentem.

Enquanto não sai o resultado de tudo isso, você pode conferir :

A cozinha de antes

O projeto e o conceito.

Deixo aqui meu MUITO OBRIGADA, para a Erika Karpuk, que acredita no poder no compartilhamento e sempre disponibiliza o seu tempo para dialogar com quem acompanha o seu trabalho, por ter compartilhado esse conteúdo conosco e por permitir que eu compartilhasse com vocês seus ensinamentos.

Sou fã de carteirinha do trabalho dela e acredito muito nessa corrente do bem que ela propõe toda vez que compartilha o seu trabalho que é feito com muito carinho. <3

Fotografia: Rubyane Borba.

Todo o conteúdo do blog é feito com muito amor e carinho. <3

Visamos sempre levar conteúdo confiável e autoral.

Compartilhe com responsabilidade. Dê créditos para quem produz. <3

Cozinha dos Sonhos – Parte 2 : O projeto e o conceito.

Hoje vamos falar sobre o projeto e o conceito para a nossa cozinha.

Como tínhamos falado antes, tínhamos alguns pontos que precisávamos levar em consideração: O nosso orçamento era bem definido, queríamos poucas intervenções ( porque a gente não queria se prolongar muito, nem incomodar os vizinhos e nem quebrar o prédio…) e queríamos aproveitar tudo o que tínhamos em nosso favor: Boa bancada, iluminação natural, eletrodomésticos em bom estado, boa circulação.

O ponto primordial dessa reforma foi o planejamento.

Siiim. O mais importante de tudo em uma reforma é o planejamento.

Você precisa definir suas prioridades já que tem orçamento bem definido, planejar os serviços que você não poderá assumir e fazer para poder contratar profissionais responsáveis, planejar seu roteiro de compras ( porque planejamento também envolve a economia de tempo e de outros recursos.)

Antes de mais nada, organizamos e pontuamos as mudanças prioritárias, como apresentamos para vocês no post anterior.

Olha eu aí , projetando e buscando as soluções para a cozinha :D
Olha eu aí , projetando e buscando as soluções para a cozinha 😀

O Conceito: 

O conceito adotado para essa cozinha foi o conceito de cozinha aberta.

Ah, mas dá certo? Não suja muito?

Dá certo, SIM. E aí é que mora a questão. Para se adotar esse conceito, você precisa ter só o essencial na cozinha e usar tudo o que tem. Se você usa tudo o que tem, não vai acumular sujeira em nada, vai ser mais fácil de encontrar as coisas na hora de preparar tudo e vai ter tudo sempre à mão.

Além disso, se economiza no projeto de armários.

Bingo.

A paleta de cores: 

Cansamos de branco!

As cores escolhidas tinham que ser alegres e gostosas, que convidassem a gente a entrar na cozinha. Então escolhemos: TURQUESA, AMARELO, CORAL e pitadas de VERMELHO.

Paleta de Cores- Rubyane Borba - Cozinha
A paleta de cores teve como cor principal o turquesa.

Parece uma bagunça, né? Mas a gente pode ousar sim. Desde que saibamos equilibrar as quantidades de cores e suas aplicações.

Após definidas as cores, passamos para o projeto.

O projeto, as prioridades e os pedidos indispensáveis:  

Após decididas as prioridades, foi a hora de sentar e desenhar. Projetar e planejar onde seriam aplicadas e de que formas seriam resolvidas todas as alterações que a gente buscava .

E quais eram os pedidos?

  • Reformulação dos armários superior e inferior da bancada;
  • Reaproveitamento do buffet;
  • Espaço dos temperos e acessórios de cozinha;
  • Revestimento apropriado para a parede da bancada da pia;
  • Móvel de apoio para o microondas;
  • Revestir os azulejos sem quebradeira.

No próximo post…

Contaremos quais foram as soluções que adotamos para cada um desses pedidos e vamos mostrar como foi feito.

Enquanto isso….

Relembre o primeiro capítulo da nossa história: A cozinha de Antes

Cozinha dos Sonhos : Parte I – A cozinha de antes.

Para contarmos a história dessa cozinha, começaremos do zero.
Do seu início, de como ela era. E também, contaremos por partes, porque a história é longa MAS prometo que vai valer a pena ler 😀

Então para começar a contar essa história, vamos começar lá do início, de como ela era antes. E mostrar tudo o que precisava urgentemente mudar.

Nossa reforma não foi apenas estética, foi funcional.

Sabe aquela coisinha que incomoda um pouquinho todo dia? É isso que nos levou a fazer a reforma dessa cozinha. Conviver com pequenas coisinhas que atrapalham incomodam, não é mesmo?

Por isso reformamos e por isso vamos mostrar e contar como foi 😀

A cozinha da história, é a cozinha da nossa casa.
Nós moramos num prédio antigo e tínhamos três propósitos bem alinhados:

1° –  Queríamos uma obra rápida;

2° – tínhamos um orçamento bem definido e queríamos aproveitar o máximo de elementos que já tínhamos disponíveis; OU SEJA: Nada de gastos desnecessários. Queríamos ir direto ao ponto.

3° –  Tínhamos, também, alguns pontos a nosso favor: Uma excelente iluminação e ventilação natural, bastante espaço e eletrodomésticos que aproveitamos – TODOS.

Os pedidos prioritários eram:

  • Armário superior: Esse armário, não tinha boas proporções. Suas divisórias eram inacessíveis e alguns utensílios da cozinha nunca eram acessados pela altura. Além disso, as portas e puxadores se encontravam e batiam um no outro. Quem usava a bancada da pia para lavar a louça ou preparar os alimentos, acabava sempre batendo a cabeça.
O armário superior.
O armário superior.
  •  Bancada da pia :  A bancada da pia é de alvenaria. E tinha somente portas para fechar. Os utensílios de cozinha maiores como panelas tinham difícil acesso, devido a profundidade do armário. As portas e puxadores, eram do mesmo acabamento do armário superior. Não eram poucas as reclamações de alguém sair com a roupa rasgada por conta dos puxadores…
A bancada da pia
A bancada da pia
  • Buffet : O balcão-buffet da cozinha também é de MDF e tinha o mesmo acabamento dos armários : melamínico branco rugoso – daqueles mais antiguinhos mesmo- . O acabamento não estava 100% e com o passar do tempo acabou descolado e manchado.  Os pés do armário eram baixíssimos, então o armário não atendia todas as necessidades da família. …. e ainda dava aquela dor nas costas. rsrsrs….
O buffet
O buffet
  • Acabamento das paredes: As paredes foram restauradas pelo antigo morador que substituiu os azulejos estragos e encomendou novos. Porém, estavam desnivelados e muito feios. Assim, as paredes que eram de azulejo do piso ao teto foram pintadas com tinta epóxi branca. O resultado da tinta epóxi é maravilhoso e bastante durável quando os azulejos estão bem assentados mas esse não era o caso. …
O acabamento das paredes com tinta epóxi.
O acabamento das paredes com tinta epóxi.
  • Parede da pia : Tinha o mesmo acabamento das paredes: Azulejo com tinta epóxi. Quando bem aplicada e quando bem nivelados os azulejos, é uma maravilha. Já na pia…. Parede branquinha de tinta epóxi…. Pinta uma sujeirinha daqui, outra daqui; a gente passa uma esponjinha inocente para limpar uma vez, duas, três E lá se vá a tinta.

É …. acontece… E MUITO!!.

Reforma da cozinha_antes-8

E aqui embaixo, vocês podem clicar e ver a galeria da cozinha de como era ANTES: 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nossa cozinha está ficando cada dia mais linda…. e com a nossa cara!

Sim.

É gostoso demais poder cozinhar numa cozinha onde tudo está ao alcance das mãos. A gente vai juntando os temperinhos, encontrando os utensílios certos.

Vou dizer: É UMA DELÍCIA! 

Depois de colocar todos os sonhos da cozinha ideal no papel e logo depois tirar do papel com suas próprias mãos, cozinhar ganhou um novo sentido.

Adoramos a cozinha. Estar na cozinha. Sentir a luz natural entrando e preparando as coisas gostosas e fresquinhas que adoramos.

O melhor de tudo é poder ter tudo sempre às mãos.

Aqui vai um aperitivo dessa mágica: O cantinho dos temperos. Cantinho esse que ganhou um toque todo especial com o saleiro e o pimenteiro em formato de filme fotográfico que recebemos dos nossos amigos, Patrice Fróes do blog Bico Fino e Salto Alto,   www.bicofinoesaltoalto.com.br  e do seu esposo, Leandro Lara, da Bendito Presente,  www.facebook.com/benditopresenteviamao

Espaço dos Temperos.
Espaço dos Temperos.

Só pra dizer que ADORAMOS demais o presente :).

Obrigada.

P.S: A Bendito Presente fica em Viamão/ RS. 😉